Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Marcello Casal Jr/Agência Brasil

China registra déficit comercial de US$ 4,9 bilhões

Exportações puxaram balança comercial chinesa para baixo com queda de 2,7% em março; No mês passado, balança chinesa registrou superávit de 44,5%

O Estado de S.Paulo

13 Abril 2018 | 02h54

PEQUIM – Em meio à disputa tarifária com os Estados Unidos, a China registrou um inesperado déficit comercial de US$ 4,9 bilhões, informam dados oficiais publicados nesta sexta-feira, 13. A queda das exportações, contrária às expectativas dos meses anteriores, puxou a balança comercial chinesa para baixo.

As exportações registraram queda de 2,7% em março em comparação com o mesmo mês do ano passado. A baixa vem logo após um aumento de 44,5% em fevereiro. 

O valor surpreendeu especialistas, que previam um crescimento de 10% nas exportações chinesas no mês passado. Eles acreditavam que, após dois superávits consecutivos (US$ 20,5 bilhões em janeiro e US$ 33,7 bilhões em fevereiro), a China alcançaria um novo superávit de US$ 27,5 bilhões em março.

+ Xi Jinping promete ampliar acesso ao mercado chinês

Essa é a primeira vez desde fevereiro de 2017 que o país asiático registra um déficit comercial.

+ China vai retirar as barreiras, afirma Trump

O mercado interno, no entanto, serviu de colchão para a balança chinesa. As importações em março subiram 14,4% em relação ao mesmo mês de 2017, em comparação com uma expansão de 6,3% em fevereiro.

 

EUA

A balança comercial chinesa com os Estados Unidos registrou alta de 19,4% neste primeiro trimestre em comparação com o mesmo período do ano passado. O saldo positivo somou US$ 58 milhões entre janeiro a março deste ano. As exportações tiveram alta de 14,8% e as importações, 8,9%, em comparação com o primeiro trimestre de 2017. //REUTERS, AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.