Daniel Teixeira/ Estadão - 18/5/2019
Daniel Teixeira/ Estadão - 18/5/2019

Economistas da FGV debatem cenário para 2022 em seminário online em parceria com o 'Estadão'

Evento nesta quinta-feira às 10h vai reunir os pesquisadores do Ibre/FGV Silvia Matos, Armando Castelar e José Júlio Senna

Vinicius Neder, O Estado de S.Paulo

08 de dezembro de 2021 | 17h28

RIO - Com o País em recessão técnica, situação caracterizada por dois períodos seguidos de retração no Produto Interno Bruto (PIB), no segundo (-0,4%) e no terceiro (-0,1%) trimestres, a retomada da economia após o fundo do poço da crise causada pela covid-19 parece mesmo ter tomado uma ducha de água fria. O cenário será debatido por pesquisadores do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV) em seminário online nesta quinta-feira, 9. Organizado em parceria com o Estadão, o IV Seminário de Análise Conjuntural está marcado para as 10 horas e terá transmissão ao vivo pela internet.

A conjuntura é marcada por inflação elevada, mercado de trabalho em dificuldades, juros em alta, perspectiva de aumento no desequilíbrio das contas do governo e, mais recentemente, pelo surgimento da variante Ômicron do coronavírus. Nesse quadro, economistas de mercado vêm revisando para baixo suas projeções para o crescimento econômico de 2022 desde setembro. O Ibre/FGV espera crescimento de apenas 0,7% no próximo ano. “O número pode não ser negativo, mas o 'filme' é muito ruim”, afirmou Silvia Matos, coordenadora do Boletim Macro Ibre, uma das palestrantes do seminário.

Para a pesquisadora, o número não será negativo por conta do desempenho positivo esperado para a agropecuária - por causa das chuvas iniciadas em outubro - e da continuidade do processo de “normalização” do setor de serviços, com a reabertura de negócios em função da vacinação contra a covid-19. Ainda assim, o Ibre/FGV espera números piores para o fim deste ano: no quarto trimestre o crescimento ante o terceiro deverá ficar em 0,6%, encerrando o ano em 4,6%, abaixo dos 4,8% estimados anteriormente.

Além de Silvia Matos, participarão do seminário os pesquisadores Armando Castelar e José Júlio Senna, também do Ibre/FGV. A mediação será feita por Adriana Fernandes, jornalista do Estadão em Brasília. Mais informações e inscrições: https://evento.fgv.br/ibre_analiseconjuntural_09/

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.