'Estamos olhando com muito cuidado', diz Meirelles sobre privatização dos Correios

'Estamos olhando com muito cuidado', diz Meirelles sobre privatização dos Correios

Para o ministro, uma possível abertura de capital dos Correios "poderia ser boa alternativa, pois é um primeiro passo" do acesso da empresa ao setor privado

Ricardo Leopoldo, correspondente, Broadcast

21 Setembro 2017 | 17h22

NOVA YORK - O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou que o governo está analisando uma eventual privatização dos Correios. Ele destacou que o tema merece cuidado especial, sobretudo pelo caráter de monopólio do serviço prestado pela companhia à sociedade. Ontem, o ministro Moreira Franco, da Secretaria-Geral da Presidência, disse em Nova York que a venda dos Correios está sendo analisada pelo governo e seria oportuno que ela passasse para o controle do setor privado, devido à dramática situação financeira da empresa.

Para o ministro, uma possível abertura de capital dos Correios "poderia ser boa alternativa, pois é um primeiro passo" do acesso da empresa ao setor privado.

"Mas a prioridade da privatização é o bom serviço e garantia de investimentos", comentou Meirelles. Para o ministro, este princípio também se aplica para outras empresas que o governo espera privatizar, como a Eletrobras, e também do Aeroporto de Congonhas.

"Na privatização da telefonia, o mais importante foi o serviço disponível ao público", apontou o ministro.

+ Greve paralisa os Correios em 20 Estados e no DF, diz federação

Segundo Meirelles, "não estamos em processo decisório sobre privatização da Infraero", especialmente porque tal tema merece estudo especial devido "à grande quantidade de aeroportos no País."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.