J.F.DIÓRIO
J.F.DIÓRIO

Sobretaxa ao alumínio é prejudicial ao Brasil, diz Ilan

Para o presidente do Banco Central, a medida proposta por Donald Trump e que vista proteger a indústria do aço nos EUA prejudicará a economia em todo o mundo

Francisco Carlos de Assis, Broadcast

05 Março 2018 | 09h24

O presidente do Banco Central (BC), Ilan Goldfajn, disse nesta segunda-feira, 5, que a sobretaxação às importações de aço e alumínio proposta pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que deve ser oficializada esta semana, será prejudicial ao Brasil.

"Será prejudicial ao Brasil e a todo o mundo, inclusive ao próprio Estados Unidos", disse, no primeiro bloco de entrevista concedida à Rádio CBN nesta manhã.

Ilan, contudo, acredita que dependendo da reação dos países exportadores, é possível que a gestão Trump volte atrás. Segundo ele, os EUA voltaram atrás em decisões anteriores por conta de retaliações.

Perguntado se o Brasil já teria alguma ação encaminhada para adotar contra os EUA, o presidente do BC disse que, por enquanto, o negócio é esperar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.