Filmes relembram escândalos e crises financeiras

Obras retratam fraudes e esquemas de corrupção que reforçam a importância da boa governança nas instituições

Malena Oliveira, O Estado de S. Paulo

27 de outubro de 2014 | 13h10

Crises financeiras e grandes escândalos reforçam a importância das boas práticas de gestão nas instituições, sejam públicas ou privadas, pequenas ou de grande porte, com ou sem fins lucrativos. 

Conceitos que deram origem à Governança Corporativa, como transparência e prestação de contas (veja mais aqui), se consolidaram entre os anos 1980 e início dos anos 2000, em meio a esses colapsos. 

Estreia. 'Estado' lança editoria de Governança

Filmes e documentários relembram alguns dos casos mais famosos da História e mostram que mesmo instituições acima de qualquer suspeita podem quebrar se não forem bem administradas.

Tem mais sugestões? Deixe aqui nos comentários.

 

- Todos Os Homens do Presidente (All The President's Men) - 1976

O filme mostra a saga dos repórteres Bob Woodward e Carl Bernstein durante os trabalhos no caso "Watergate", um dos mais emblemáticos escândalos de corrupção no governo dos Estados Unidos. Os 28 meses de investigação sobre um assalto ao comitê de um partido de oposição renderam a renúncia do presidente americano Richard Nixon, em agosto de 1974, e um Prêmio Pulitzer - o Oscar do Jornalismo - ao jornal Washington Post. Ben Bradlee, editor que deu respaldo aos repórteres para publicarem denúncias com base em informações de uma fonte secreta, morreu na semana passada.

 

 

- A Fraude (Rogue Trader) - 1999

O executivo Nick Leeson levou o Barings Bank, o banco de investimentos mais antigo de Londres, ao colapso em 1995. A produção mostra sua trajetória na instituição até o momento em que a especulação em contratos futuros origina uma crise financeira que leva à quebra do banco.

 

-  Enron: os Mais Espertos da Sala (Enron: The Smartest Guys In The Room) - 2005

Em dezembro de 2003, a falência da Enron, uma das empresas de energia mais respeitadas e valiosas dos Estados Unidos na época, surpreendeu um mercado que acreditava em suas boas práticas de gestão e investidores que ficaram a ver navios por conta de fraudes em balanços.O longa retrata a investigação que levou à queda de uma companhia de US$ 100 bilhões.

 

- À Caça de Madoff (Chasing Madoff) - 2010 

O documentário mostra a corrida de uma equipe de investigação para desmontar um esquema de pirâmide comandado por Bernard Madoff, um queridinho de Wall Street. Estima-se que a fraude tenha causado prejuízos de US$ 65 bilhões, o que a torna a maior da história do mercado financeiro. Na armadilha, caíram diversos milionários, grupos de investimento e bancos como BNP Paribas, HSBC e Santander. Madoff foi preso pelo FBI em 2008.

 

- Os Últimos Dias do Lehman Brothers (The Last Days of Lehman Brothers) - 2009

Produzido para a TV, o filme mostra a luta do CEO do Lehman Brothers, Dick Fuld, para salvar um dos maiores bancos de investimento dos Estados Unidos, que fechou as portas em setembro de 2008. 

 

- Trabalho Interno (Inside Job) - 2010

Oscar de melhor documentário em 2011, a obra traz entrevistas com grandes nomes do mundo dos negócios e mostra como um conjunto de práticas e mudanças políticas adotadas desde 2007 propiciaram um ambiente suscetível a uma crise financeira.

 

- Grande Demais para Quebrar (Too Big To Fail) - 2011

A produção para a TV foi baseada no livro homônimo de Andrew Ross Sorkin. A história, contada do ponto de vista do secretário do Tesouro americano Henry Paulson, mostra como decisões tomadas em Wall Street desencadearam a crise de 2008.

Tudo o que sabemos sobre:
governançafilmes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.