Mais da metade dos brasileiros já poupam para os filhos

Pesquisa feita pela Boa Vista SCPC mostra que o total de consumidores que afirma economizar para o futuro dos filhos subiu de 42% para 59% neste ano

O Estado de S.Paulo

24 Outubro 2017 | 15h06

Os brasileiros estão economizando mais para o futuro dos filhos, conforme uma pesquisa feita pela Boa Vista SCPC. Se no ano passado, apenas 42% dos brasileiros diziam poupar, neste ano 59% afirma guardar recursos para os filhos.

Com o ambiente econômico ainda incerto, a principal opção dos pais ainda tem sido por investimentos conservadores.

A poupança ainda lidera como a principal opção para guardar o dinheiro, com 61% dos pais indicando aplicar os recursos nesse produto.

Já as aplicações em fundos de investimento, ações ou CDB são as escolhas de apenas 7% dos entrevistados na pesquisa. Mesmo com uma participação ainda pequena, a opção por esse tipo de investimento cresceu 3 pontos percentuais do ano passado para cá.

“Outros 8% aplicam em Previdência Privada e 6% em Títulos de Capitalização”, informa a Boa Vista, em nota.

++Entenda por que o Tesouro Direto NÃO garante a sua aposentadoria

++Educação financeira para crianças influencia famílias e professores

Segundo a pesquisa, 53% dos brasileiros conseguem economizar mais de R$ 50 por mês para os filhos. Desse grupo, 60% planejam usar o dinheiro para despesas com educação no futuro, 19% para a compra de casa própria e 12% para planos como uma ‘viagem dos sonhos’ (2%), aposentadoria complementar (7%) e situações de emergência (3%).

Educação. Saber gerir o dinheiro é outro aspecto da vida financeira ao qual os pais brasileiros estão mais atentos. Segundo a Boa Vista, 85% dos entrevistados acreditam “ser muito importante que as crianças e adolescentes recebam orientação financeira”.

Para isso, mais da metade deles – 65% - afirmou que conversa e explica aos filhos o que é, como se ganha e as funções do dinheiro.

Parte desse trabalho de orientação inclui estimular a economia da mesada. Para 32% dos brasileiros, o estímulo para que a criança poupe a mesada é feito em casa.

O número de brasileiros que dá mesadas ou semanadas aos filhos também vem crescendo e já atinge 23%, uma alta de 6 pontos percentuais em relação ao apurado no ano passado.

“Dos consumidores que adotam a prática, 96%  utilizam o dinheiro para a mesada, apenas 4% adotam o cartão pré-pago ou o cartão de crédito adicional, e destes, 56% consideram o cartão uma boa ferramenta para organização das despesas”, explica a Boa Vista, em nota.

O uso do cartão é apontado por 44% dos brasileiros como uma ferramenta que a ‘controlar da melhor forma os gastos dos filhos’. 

Apesar do esforço dos pais, as escolas brasileiras ainda ensinam pouco ou nada sobre educação financeira às crianças. Apenas 3% das crianças recebe esse tipo de informação fora de casa, afirmaram os entrevistados.

O levantamento da Boa Vista SCPC foi feito pela internet com 1.056 brasileiros entre o dia 28 de agosto e 8 de setembro. A margem de rro é de 3 pontos percentuais ou grau de confiança de 95%.

Mais conteúdo sobre:
Poupança Educação Financeira

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.