Ernesto Rodrigues/Estadão - 10/1/2019
Ernesto Rodrigues/Estadão - 10/1/2019

Em Davos, Bolsonaro e Guedes apresentam João Doria como possível presidente do Brasil no futuro

A indicação foi feita durante reunião com cerca de 50 investidores, a maioria estrangeiros, no Fórum Econômico Mundial

Célia Froufe, enviada especial, O Estado de S.Paulo

23 de janeiro de 2019 | 13h19

DAVOS - O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), foi apontado pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, como possível presidente da República no futuro. A declaração foi feita durante uma reunião com cerca de 50 investidores - a maioria deles estrangeiros - durante evento fechado à imprensa organizado pela comitiva brasileira durante o Fórum Econômico Mundial de Davos, como descreveu um participante do encontro.

Doria foi citado quatro vezes durante o evento e se sentiu muito prestigiado, conforme apurou o Estadão/Broadcast. Ele já declarou várias vezes que apoiará o atual governo no processo de aprovação da reforma da Previdência no Congresso. O governador também é um aliado no "combate à ideologia" que, segundo ele e Bolsonaro, existia nos governos petistas.

Estavam presentes, do Brasil, empresários e executivos de peso, como os das empresas Vale, Embraer e Itaú Unibanco. Dentre os internacionais, estavam a presidente executiva do Grupo Santander, Ana Botín, e representantes de instituições multilaterais.

João Doria foi a Davos para apresentar o plano de privatização e investimentos de São Paulo para os investidores internacionais e se encontrou com Guedes, que está hospedado no mesmo hotel. 

Em entrevista ao Estadão/Broadcast, ele disse que a conversa foi focada na reforma da Previdência. "Tanto ele como eu entendemos que a reforma é primordial para o País. Se fizermos a reforma, muda o País de maneira rápida e concreta e abre as comportas para os investimentos internacionais. Aqui em Davos há uma expectativa em relação a um conjunto de reformas, especificamente a da Previdência."

Para Entender

O que você precisa saber sobre o Fórum Econômico Mundial, em Davos

Encontro anual de líderes mundiais acontece na cidade suíça entre 22 e 25 de janeiro, com o objetivo de moldar a agenda futura da globalização

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.