Werther Santana/Estadão - 18/06/2021
Werther Santana/Estadão - 18/06/2021

Termômetro Broadcast Bolsa: Expectativa de alta do Ibovespa encolhe mais, mas ainda é majoritária

Entre os pesquisados, 46,1% projetam que o índice vai fechar a próxima semana com ganhos - na última pesquisa, eram 54,5%; evento anual do BC dos EUA está entre os destaques

Redação, O Estado de S.Paulo

20 de agosto de 2021 | 21h00

A expectativa de alta para as ações no curtíssimo prazo perdeu ainda mais fôlego no Termômetro Broadcast Bolsa desta sexta-feira. Entre os participantes, a fatia dos que esperam ganho para o Ibovespa na próxima semana recuou de 54,55% na pesquisa anterior para 46,15%, menor nível desde o começo de julho. A percepção positiva para a Bolsa vem arrefecendo, mas ainda representa a maioria do universo. Por outro lado, nas últimas três sondagens as previsões de estabilidade e de queda vêm subindo.

Os que esperam perda para a Bolsa entre os dias 23 e 27 de agosto são 15,38% do total, ante 9,09% no levantamento anterior, enquanto os que acreditam em variação neutra agora são 38,46%, de 36,36%. O Ibovespa fechou a semana com queda de 2,59%.

No exterior, o destaque da próxima semana é a conferência anual de política monetária promovida pelo Federal Reserve (Fed, o banco central americano) do Kansas em Jackson Hole, entre os dias 26 e 28 de agosto, com foco no discurso do presidente do Fed, Jerome Powell, na sexta-feira. Para o Citi, em sua fala, ele dará um sinal de que a redução gradual nas compras de bônus ("tapering") está a caminho. Ainda no front internacional, na mesma sexta-feira saem indicadores de renda e gastos com consumo dos Estados Unidos em julho, com atenção especial ao índice de preços, medida de inflação preferida do Fed.

No Brasil, estão previstos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e a nota do setor externo referentes a julho, além do IPCA-15 de agosto. O economista-chefe do Banco Fator, José Francisco de Lima Gonçalves, afirma que a inflação medida pelo índice acumulada em 12 meses deve ficar ainda acima de 9% por mais 2 meses. "A se confirmar, o ano fecha em torno de 7,3%, ficando 2022 a depender de comportamento favorável da taxa de câmbio", avalia. Em julho o IPCA-15 ficou em 0,83%.

Ao mesmo tempo, o mercado segue de olho em Brasília, nas negociações sobre a proposta de reforma do Imposto de Renda e PEC dos precatórios.

O Termômetro Broadcast Bolsa tem por objetivo captar o sentimento de operadores, analistas e gestores para o comportamento do Ibovespa na semana seguinte. A ideia é mostrar para o leitor a percepção dos profissionais - e não das instituições financeiras - a partir da resposta para pergunta: Qual o sentimento para o Ibovespa na próxima semana? As alternativas apresentadas são de variação positiva, negativa ou neutra.

A pergunta é enviada às quintas-feiras e as respostas devem ser encaminhadas até as 14h30 da sexta-feira. Após o encerramento do período, o departamento de Dados do Estadão/Broadcast calcula o porcentual obtido a partir de cada uma das opções apresentadas pelo Termômetro. As respostas individuais dos participantes ficam em sigilo e os jornalistas não têm acesso a elas. A publicação dos resultados é feita nos serviços em tempo real do Estadão/Broadcas às sextas-feiras.

Para participar do Termômetro Broadcast Bolsa, envie um email para projecoes.ae@estadao.com.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.