CHICO SIQUEIRA/AE
CHICO SIQUEIRA/AE

Petros confirma venda da fatia na Eldorado

O fundo de pensão investiu R$ 272,250 milhões no FIP Florestal, em dois aportes entre 2009 e 2010, valor que ajustado pela meta atuarial do período iria para R$ 650 milhões

O Estado de S.Paulo

13 Outubro 2017 | 15h45

O fundo de pensão Petros aprovou nesta quarta-feira, 11, a venda da fatia na Eldorado Celulose. A decisão confirma Coluna do Broadcast de 4 de outubro, de que o Petros estava avaliando o direito de tag along e havia pedido mais prazo para avaliar - originalmente, teria de ter formalizado sua decisão no último dia 5.

O instrumento permite que o acionista minoritário possa vender sua participação nas mesmas condições oferecidas ao controlador, ou seja, o grupo J&F, que no fim de setembro vendeu sua parte na Eldorado para a Paper Excelence.

A decisão do Conselho Deliberativo do Petros prevê a venda das cotas do FIP Florestal, exercendo o direito de tag along da fatia de 24,75% detida, que corresponde à participação indireta de 8,53% no capital da Eldorado.

++J&F finaliza venda da Eldorado à Paper Excellence

++Após concluir processo de venda, Eldorado anuncia renúncia de presidente

O Petros explica em nota que solicitou à Paper Excellence a extensão do prazo para balizar a decisão e identificar se as condições contratuais e o valor obtido com a venda estavam em linha com o investimento inicial no ativo, ajustado pela meta atuarial.

O estudo foi submetido ao Comitê de Investimentos e ao Conselho Deliberativo do Petros, segundo o presidente do fundo, Walter Mendes.

Somente após a decisão do Conselho Deliberativo, o Petros concluirá as negociações com a Paper Excellence para assinatura do contrato de compra e venda das suas quotas no FIP.

++Funcef decide vender sua fatia na Eldorado, dos irmãos Batista

Mendes afirmou que a venda proporcionará maior liquidez ao Plano Petros do Sistema Petrobras (PPSP), que concentra a totalidade do FIP Florestal. "Essa decisão está totalmente aderente à política de investimentos estabelecida para o perfil maduro do plano".

O Petros investiu R$ 272,250 milhões no FIP Florestal, em dois aportes entre 2009 e 2010, valor que ajustado pela meta atuarial do período iria para R$ 650 milhões - "bem acima da precificação atual do ativo na carteira do PPSP, que está em R$ 388 milhões, conforme a última avaliação econômico-financeira contratada pelo administrador do FIP Florestal", como explica o comunicado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.